MENU
ANGIOPLASTIA PERIFÉRICA

ANGIOPLASTIA PERIFÉRICA

A angioplastia periférica é um procedimento terapêutico minimamente invasivo destinado ao tratamento das lesões obstrutivas nos vasos extracardíacos que irrigam os diversos órgãos do nosso organismo, que, em suma, pode ser realizada em vasos carotídeos (que irrigam o sistema cerebral), vasos renais (que irrigam os rins), vasos dos membros superiores e inferiores, bem como na aorta abdominal e seus ramos.

Resumidamente, a angioplastia periférica trata-se da dilatação por dentro do vaso que apresenta restrição à passagem do sangue, bloqueando a sua circulação. Em suma, esse bloqueio pode ser ocasionado por diversos fatores, como por exemplo, obstrução por placa de gordura, trombo, fibrose, inflamação ou por compressão externa do vaso acometido.

Sinais e sintomas da doença arterial periférica

- Fisgadas na perna, especialmente na panturrilha;
- Sensação de fadiga nas pernas;
- Claudicação intermitente - sensação de cãibra ao caminhar ou se exercitar;
- Perda de pelos nas pernas e unhas dos pés enfraquecidas;
- Coloração mais esbranquiçada dos membros inferiores;
- Infecções constantes nos pés.

Diagnóstico

Em resumo, o médico especialista analisará o histórico de vida e de saúde do paciente, bem como as suas queixas e sintomas, e, após uma avaliação clínica, solicitará exames específicos para um diagnóstico criterioso da doença.

Importante ressaltar que o diagnóstico precoce, ajuda a evitar consequências graves para o paciente.

Tratamento

Diante do diagnóstico do paciente, o médico especialista definirá o protocolo de tratamento, iniciando pelo uso de medicação oral (vasodilatadores, antiagregantes plaquetários e remédios para colesterol) e , caso necessário, por meio de procedimento cirúrgico minimamente invasivo, denominado de angioplastia, que é realizado através de um pequeno furo na pele, sob anestesia local e uma medicação sedativa, na sua grande maioria.

A priori, em alguns casos, pode ser necessário o implante de dispositivos tubulares no interior do vaso (stent) para a manutenção da circulação adequada ou a utilização temporária de filtros de proteção de forma a evitar complicações durante o ato da angioplastia.

Porquanto, em casos específicos, o retorno da circulação sanguínea não pode ou não deve ser realizado pela técnica minimamente invasiva, desta forma, é necessária a realização de cirurgia aberta.

Tipos de Procedimentos de Angioplastia Periférica

- Angioplastia das artérias carótidas e vertebrais;
- Angioplastia das artérias dos membros inferiores (femorais, poplítea e infrapartelares);
- Angioplastia das artérias dos membros superiores (suclávia, axilar, braquial e outras);
- Angioplastia da artéria aorta e artérias ilíacas;
- Angioplastia das artérias renais e mesentéricas;
- Angioplastia arterial para o tratamento da disfunção erétil vasculogênica;
- Angioplastia das veias cava, ilíacas e subclávias;
- Angioplastia para salvamento dos acessos vasculares para hemodiálise (fístula arteriovenosa, estenose venosa central e outros);
- Angioplastia de pontes vasculares e stents com disfunção.

Pós Procedimento

É de suma importância seguir as orientações e recomendações do médico durante o pós operatório, tais como, uso de medicamentos, tempo de repouso, bem como retorno ao médico para acompanhamento e evolução dos resultados.

Faz bem cuidar da saúde. E nós te ajudamos com isso.

Dr. Carlos Eduardo Amorelli
CRM/GO 13.292 - GO RQE 6573 | 6960
Médico, Cirurgião Vascular e Endovascular
Angiorradiologista
Fonte: https://www.sbacv.org.br/
http://www.sobrice.org.br/

Pré agendar exame

Preencha todos os campos
Escreva seu nome
Escreva seu email
Escreva seu telefone
Escreva sua mensagem

Contato

Horários de atendimento

Seg à Sex - 8h às 18h
Para atendimento em dias e horários especiais
(somente unidade Órion Business) entre em contato nos telefones acima.