MENU
Acidente Vascular Cerebral (AVC), o que é, causas e sintomas

Acidente Vascular Cerebral (AVC), o que é, causas e sintomas

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a segunda causa de morte no mundo.

Em princípio, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) acontece quando os vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando, desse modo, a paralisia da área cerebral, sendo uma das principais causas de morte, incapacitação e internações.

Quais os sintomas e como começa um AVC?

Existem alguns sinais que ajudam a reconhecer um Acidente Vascular Cerebral.

Dentre os principais sinais de alerta para qualquer tipo de AVC são:

- fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo;
- confusão mental;
- alteração da fala ou compreensão;
- alteração na visão (em um ou ambos os olhos);
- alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar;
- dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente.

Existem dois tipos de AVC que ocorrem por motivos diferentes:

Acidente Vascular Cerebral - AVC hemorrágico

O AVC Hemorrágico frequentemente ocorre quando há rompimento de um vaso cerebral, igualmente pode acontecer dentro do tecido cerebral ou na superfície entre o cérebro e a meninge.

Além disso, é responsável por 15% de todos os casos de AVC, contudo, pode causar a morte com mais frequência do que o AVC isquêmico.

Acidente Vascular Cerebral - AVC isquêmico

Sendo o mais comum, o AVC isquêmico representa 85% de todos os casos.

Desse modo, devido a obstrução de uma artéria, que impede a passagem de oxigênio para células cerebrais, que acabam morrendo, pode acontecer um trombo (trombose) ou um êmbolo (embolia).

Quais os principais fatores de risco para desenvolver um AVC?

Existem diversos fatores que podem causar um AVC, seja ele hemorrágico ou isquêmico.

Os principais fatores causais das doenças são:

Hipertensão;
Diabetes tipo 2;
Colesterol alto;
Sobrepeso;
Obesidade;
Tabagismo;
Uso excessivo de álcool;
Idade avançada;
Sedentarismo;
Uso de drogas ilícitas;
Histórico familiar;
Ser do sexo masculino.

Sem dúvida, quanto mais rápido for o diagnóstico e o tratamento do AVC, maiores serão as chances de recuperação completa. Ainda mais, primordial é ficar atento aos sinais e sintomas e procurar atendimento médico imediato.

Exames para diagnóstico do AVC

Dentre os vários métodos de exames para diagnosticar o Acidente Vascular Cerebral (AVC), podemos citar: Eco Color Doppler, a tomografia, a ressonância magnética e a arteriografia, dessa forma, o médico especialista avaliará qual a melhor indicação de exame ao paciente.

Tratamento 

Em síntese, a melhor forma de tratamento do AVC é com uso de medicamentos e de reabilitação, em alguns casos são recomendadas cirurgias, tudo isso, deve ser avaliado e prescrito pelo médico profissional e especialista, conforme cada caso.

Dr. Carlos Eduardo Amorelli
CRM/GO 13.292 - GO RQE 6573 | 6960
Médico, Cirurgião Vascular e Endovascular
Angiorradiologista
Fonte: https://www.sbacv.org.br/
http://www.sobrice.org.br/